luiscampos
Luís Campos
CV ARTÍSTICO
EXPOSIÇÕES INDIVIDUAIS SELECCIONADAS
1981  “Foto-grafias”, Galeria Mercado de Escravos, Lagos.
1984 “Profanação lntemporal”, Pousada do Infante, Sagres.
1985 “Fotografias 82-84”, Livraria-Galeria Quarto Crescente, Portimão
1992 “Joaquim Bravo”, Reencontros, Galeria Monumental, Lisboa.
1993 “Limiares”, Museu Nacional de História Natural, Lisboa;
1993 “Limiares”, Casa das Artes, Porto.
1994 “Transurbana”, Museu Nacional de História Natural, Lisboa.
1995 “A Ultima Visão dos Heróis”, Galeria Diferença, Lisboa.
1997 “Transurbana”, Galeria Arco, Faro.
2002 “Memória de Água”, Galeria Luís Serpa Projectos, Lisboa
2002 “Aldeia da Luz”, Galeria Central Tejo, Lisboa.
2004 “Limbo”, Luzboa Bienal Internacional da Luz, Lg. do Teatro S. Carlos, Lisboa.
2008 “Luís Campos > Obras 1982_2008 > Fotografia & Vídeo”, Governo Civil de Lisboa, Centro Cultural de Cascais_Fundação D. Luís I, Centro de Artes de Sines, Museu da Luz (Aldeia da Luz), MACE_Museu de Arte Contemporânea de Elvas/Colecção António Cachola, Fundação António Prates (Ponte de Sôr).
2008 “Cabinet d’Amateur”, Sala do Veado, Lisboa.
2009 “All-inclusive”, Allgarve/Galeria Trem, Faro;
2009 “Transfronteiras”, com a Orchestrutópica, Culturgest, Lisboa.
2011 “All-inclusive”, Galeria do Teatro Municipal de Almada, Almada;
2011 “Vestígios”, Museu da Electricidade, Lisboa.
 
EXPOSIÇÕES COLECTIVAS SELECCIONADAS
1982 “Lagos 82”, 1ª Mostra de Artes Plásticas, Lagos;
1982 1ºAno de Actividade, Galeria Mercado de Escravos, Lagos.
1983 “1ª Exposição Fotográfica Squibb”, Tróia.
1984 “Árvore 84”, Exposição Nacional de Pequeno Formato, Porto;
1984 “Lagos 84”, 2ª Mostra de Artes Plásticas, Lagos;
1984 “4ª Bienal Internacional de Arte”, Vila Nova de Cerveira;
1984 “Novos Novos”, Sociedade Nacional de Belas Artes, Lisboa.
1985 “3ª Exposição Fotográfica Squibb”, Casino, Figueira da Foz.
1992 “Joaquim Bravo, Reencontros”, Galeria Alda Cortez, Lisboa.
Luís Campos, Álvaro Lapa/António Gancho, José Carlos Gonzalez, João Vieira Palolo, José Miranda Justo, Cabrita Reis, Vera Gonçalves João Paulo Feliciano, António Mira, Xana
1994 “Quando o Mundo nos Cai em Cima, as Artes no Tempo da SIDA”,  Centro Cultural de Belém, Lisboa.
1995 “Chegadas: Partidas, Luís Campos, Ângela Ferreira, Ana Jotta, Roger Meintjes”, I Bienal de Arte de Joanesburgo – Africus, Joanesburgo.
1997 “Anatomias Contemporâneas”, Fundição de Oeiras, Oeiras.
1998 “A Cidade e as Estrelas, Parte 01”: Hannah Collins, Luís Campos, Paula Soares, Txomin Badiola, Galeria Luís Serpa Projectos, Lisboa;
1998 “Observatório”, Canal de Isabel II, Madrid;
1998 “Do Banal, do Cómico e do Trágico”: Andy Warhol, William Wegman, Luís Campos, Fundação Cupertino de Miranda, V.N. Famalicão.
1999 “Tage der Dunkelheit und des Lichts, Zeitgenossische Kunst aus Portugal”: Pedro Cabrita Reis, Pedro Calapez, Luís Campos, Ângela Ferreira, Julião Sarmento, Noé Sendas, KunstMuseum, Bona;
1999 “Accrochage 01/99”, Galeria Luís Serpa Projectos, Lisboa;
1999 “Las Quatro Caras”: Luís Campos, Pepe Formiguera, Ouka Lele, João Paulo Serafim,  Instituto Cervantes, Lisboa.
2000 “Ist die Photographie am ende? Aktuelle Photo und Median Kunst (O fim da fotografia? Fotografia Contemporânea)”, Staatliche Galerie, Moritzburg Halle, Halle;
2000 “45e Salon d’Art Contemporain de Montrouge”, Montrouge;
2000 “45e Salon d’Art Contemporain de Montrouge”, Sociedade Nacional de Belas Artes, Lisboa;
2000 “Helena Almeida, Luís Campos, Jorge Molder”, Galeria Diferença, Lisboa;
2000 “Colecção de Arte Portuguesa do Museo Extremeño e IberoAmericano de Arte Contemporaneo”, Fundação D. Luís, Cascais.
2001  “2001: Odisseia no Tempo, Parte 01”: Luís Campos, Maria José Palla, Susanne Themlitz, Galeria Luís Serpa Projectos, Lisboa.
2001  “2001: Odisseia no Tempo, Parte 03”: Luís Campos, António Lagarto, Nancy Dwyer, Galeria Luís Serpa Projectos/O Museu Temporário, Museu Nacional de História Natural_Sala do Veado, Lisboa;
2001  “Arte Português Contemporâneo/Argumentos de futuro”, Caja San Fernando, Sevilha.
2002  “BABEL2002”, Museu Nacional de Arte Contemporânea da Coreia, Seul;
2002 “Accrochage 04/02 [Reservas]_Fotografia”, Galeria Luís Serpa Projectos, Lisboa.
2003 “Arte Português Contemporâneo/Argumentos de futuro”, Fundación ICO, Madrid;
2003 “Continuação 5”, Centro Cultural Emmerico Nunes, Sines;
2003 “Lisboa/Lisbonne”, Pavillon Paul Delouvrier, Parc La Villete, Paris.
2004 “FotoPortfolio (20 anos)”, Galeria Luís Serpa Projectos, Lisboa;
2004 “Alguns fragmentos do Universo: Escala de cores”, Centro Cultural de Lagos, Lagos;
2004 “Metamorfoses da realidade”, Encontros da Imagem de Braga, Braga.
2005 “Arte na Urgência”, Hospital São Francisco Xavier, Lisboa.
2007 “Territórios de Transição #1”: Pedro Calapez, Luís Campos, Hamish Fulton e Yang Qian, 2007 Galeria Luís Serpa Projectos, Lisboa.
2008 “Aquilo Sou Eu”, vários artistas, Fundação Carmona e Costa, Lisboa.
2009 “Identidade e Simulacro”, Galeria Nova Ogiva, Junhodasartes, Ó́bidos.
2010 “*8-A Arte é a melhor forma de perceber o mundo”, BES Arte & Finança, Lisboa;
2010 “Povopeople”, Museu da Electricidade, Lisboa;
2010 “A culpa não é minha”, Centro Cultural de Belém, Lisboa
2011 “Paisagem”, Colecção de CAM, Centro de Arte Moderna, Lisboa.
2012 “Hospital”, Panóptico Hospital Miguel Bombarda, Lisboa.
2014 “Sem Retoque”, Luís Campos, João Paulo Serafim, Maria José Palla, Artur Moreira, Pavilhão 31, Lisboa.
2015 “Remade in Portugal, In-Utilitas”, Galeria Fundação EDP, Porto.
2018 “Corpo e Paisagem”, Centro de Arte Contemporânea Graça Morais, Bragança.
2018 “Quote/Unquote – Entre Apropriação e Diálogo” _Museu de Arte, Arquitectura e Tecnologia (MAAT), Lisboa
2019 “Corpo e Paisagem”, Centro de Cultura Contemporânea de Castelo Branco.
2019 “De Outros Espaços”. Galeria Municipal do Porto. Porto
2021 “ENSAIO PARA UMA COMUNIDADE. Retrato de uma coleção em construção (take 1)”. Museu de Arte, Arquitectura e Tecnologia (MAAT), Lisboa
2022 “Exposição INTERFERÊNCIAS – Culturas Urbanas Emergentes : Obras escolhidas do acervo da Colecção de Arte da Fundação EDP”_Museu de Arte, Arquitectura e Tecnologia (MAAT). Lisboa
2023 “CONTRAVISÕES: A Fotografia na Coleção António Cachola. Parte 1”. Museu de Arte Comtemporânea de Elvas (MACE), Elvas
COLECÇÕES
Colecção Fundação PLMJ.
Colecção Pedro Cabrita Reis.
Colecção [Safira e Luís] Serpa_Auto-Retratos de Artistas Contemporâneos.
MACE_Museu de Arte Comtemporânea de Elvas,
Colecção António Cachola.
MEIAC_Museo Extremeño e IberoAmericano de Arte Contemporâneo, Badajoz.
Museu da Imagem, Braga.
Diversas Colecções Privadas/Several Private Colections.
Museu de Arte, Arquitectura e Tecnologia (MAAT). The Museum of Art, Architecture and Technology
 
FILMOGRAFIA
1992 Joaquim Bravo – Reencontros, TV Artes, TV2, 22 Abril.
1993 Limiares, TV Artes, TV2, 24 Março.
1994 Transurbana, TV Artes, TV2.
2002 Aldeia da Luz, Sociedade das Belas Artes, SIC Notícias.
2004 Limbo, Magazine de Artes Plásticas, Canal 2.
DADOS PESSOAIS
Nascido em 1955, em Lisboa. Casado e pai de três filhos. Viveu em Lisboa, Porto Santo, Luanda, Lagos e Londres. Reside atualmente em Lisboa.
HABILITAÇÕES ACADÉMICAS E PROFISSIONAIS
Licenciatura em Medicina, pela Faculdade de Ciências Médicas da UNL, em 1978. Mestrado em Gestão da Qualidade dos Serviços de Saúde, pela Universidade de Múrcia, em 2001. Competências em Emergência Médica e em Gestão, pela Ordem dos Médicos, em 2003. Assistente graduado sénior de Medicina Interna, desde 2005. Pós-graduação em Direção de Serviços de Urgência pelo INDEG Business School ISCTE, em 2006.
FUNÇÕES ACTUAIS
Presidente do Conselho Português para Saúde Ambiente, desde 2022. Chairman do Quality of Care and Professional Issues da European Federation of Internal Medicine (EFIM), desde 2017. Membro da Comissão Técnico-científica do INEM, desde 2012. Consultor da Direção Geral de Saúde, desde 2009. Coordenador da Medicina Interna da Clínica CUF Belém, desde 1998.
FUNÇÕES ANTERIORES
Foi Coordenador do Grupo de Apoio do Ministério da Saúde à Implementação das Políticas de Saúde, na área hospitalar, em 2021. Comissário do Plano Nacional de Saúde 2030. Membro do Conselho Nacional de Formação Profissional Contínua da Ordem dos Médicos, de 2020 a 2023. Membro da Comissão Nacional para os Centros de Referência, de 2016 a 2023.
Diretor do Serviço de Medicina do Hospital S. Francisco Xavier/Centro Hospitalar Lisboa Ocidental, cargo que exerceu entre 2006 e 2021. Professor Auxiliar convidado da NOVA Medical School da UNL de 2013 a 2021. Docente do Curso de Gestão para Profissionais de Saúde da NOVA School of Business and Economics, em 2018 e 2019. Foi presidente da Sociedade Portuguesa de Medicina Interna (SPMI), de 2016 a 2018. Membro da Comissão para as Reformas de Proximidade, de 2016 a 2018. Membro da Comissão do Livro Branco para o Futuro do SNS, em 2018. Presidente do Conselho Nacional para a Qualidade em Saúde, de 2009 a 2016. Membro do Conselho Consultivo do Hospital Fernando da Fonseca, de 2010 a 2017. Membro da Comissão para a criação da rede de Referenciação de Medicina Interna, em 2016. Director Clínico da Clínica CUF Belém, de 1996 a 2016. Membro da plataforma Gulbenkian Health for the Future, de 2013 a 2014. Membro da Comissão de Acompanhamento da Reforma Hospitalar, de 2013 a 2015. Docente convidado da Escola Nacional de Saúde Pública, de 2011 a 2014. Membro da Comissão Científica para as Boas Práticas Clínicas, de 2011 a 2014. Coordenador Nacional do Registo de Saúde Electrónico, em 2011. Coordenador Nacional do Núcleo de Estudos das Doenças Auto-imunes da SPMI, de 2003 a 2011. Consultor do Infarmed para a introdução de novos medicamentos, de 2007 a 2011. Consultor da José de Mello Saúde para os concursos de construção de novos hospitais em regime de PPP, de 2003 a 2009. Membro da Comissão Técnica de Apoio à Requalificação das Urgências, de 2006 a 2008. Director do Serviço de Urgência da Zona Ocidental da Área Metropolitana de Lisboa, no Hospital S. Francisco Xavier, de 2003 a 2006. Membro da Task Force da ARS de Lisboa e Vale do Tejo para o EURO, em 2004. Consultor da Agência de Acompanhamento dos Serviços de Saúde da ARS de Lisboa e Vale do Tejo, de 1997 a 2000. Coordenador do Programa Qualidade da ARS Lisboa e Vale do Tejo de 1998 a 2000. Consultor do Governo de Macau na preparação da transição para a China na área da Saúde, de 1997 a 1999. Consultor do Governo Regional dos Açores para a Reestruturação do Sistema de Saúde, em 1998. Adjunto da Direcção Clínica do Hospital Francisco Xavier, de 1994 a 1996. Responsável pela supervisão das equipas móveis do INEM, a cargo da PSP de Lisboa, Porto, Coimbra e Setúbal, de 1984 a 1986.  Director do Serviço de Medicina do Hospital de Lagos de 1981 a 1982.
OUTROS ASPECTOS RELEVANTES
Ao longo dos anos foi presidente de várias comissões hospitalares, em períodos diversos. Teve cargos diversos na organização de reuniões científicas, entre os quais foi presidente do 18th European Congress of Internal Medicine, em 2019, vice-presidente do 11th International Congress in Autoimmunity, em 2018, presidente do XXI Congresso Nacional de Medicina Interna, em 2015,  presidente do II Forum Internacional sobre o Doente Crónico, em 2010, presidente do I Congresso Nacional de Autoimunidade, em 2009, vice-presidente do 6th International  Congress on Autoimmunity, em 2008 e presidente do I Forum Internacional sobre o Doente Crónico, em 2006. É membro do Conselho Científico de várias revistas científicas, tendo realizado mais de 400 palestras. Foi autor ou co-autor de cerca de 420 comunicações orais, dezenas de publicações e 17 capítulos de livros. Foi co-editor do livro “Governação dos Hospitais”, editado pela Oficina das Letras em 2009 e editor do livro “Protocolos em Medicina Interna”, editado pela Lidel em 2012. Foi colaborador do jornal Público e tem numerosos artigos e entrevistas publicados em órgãos de imprensa. Em 2017 foi eleito Honorary Fellow do American College of Physicians. É também sócio honorário da Sociedade Colombiana de Medicina Interna e da Sociedade Portuguesa de Medicina Interna.
Desde cedo, tem-se empenhado em iniciativas sociais, tendo sido Secretário do Núcleo Juvenil da Juventude Operária Católica de Luanda entre 1967 e 1969. Em 1971 fez parte do Grupo de Teatro de S. Domingos de Benfica. Entre 1971 e 1974 integrou o Grupo de Intervenção Católica de S. Domingos de Benfica, tendo feito parte da sua comissão coordenadora durante três anos. A partir de 1972 e até 1976, militou em organizações de carácter político. Em 1973 fundou e coordenou o Grupo Editorialista de Poesia, em Lisboa. Também em 1973 fundou o Grupo Universitário Inter-Faculdades de Reflexão e Intervenção Cultural, tendo sido seu coordenador até 1974. Entre 1974 e 1976 deu apoio a cooperativas de habitação, no âmbito do projeto SAAL, em “bairros de lata” da periferia de Lisboa, tendo mantido, nesse período, uma classe de alfabetização de alunos adultos em regime noturno, onde adaptou a metodologia de Paulo Freire à realidade portuguesa. Em 1981 fundou o Cineclube de Lagos, tendo sido posteriormente nomeado seu sócio Honorário.